Abel Figueiredo escreve à presidente da Assembleia Municipal de Sátão

0
1499
Abel Figueiredo

Abel Campos Figueiredo dirige carta à presidente da Assembleia Municipal de Sátão com solicitação de que a mesma seja lida na próxima reunião da Assembleia Municipal, que terá lugar durante o mês de fevereiro.

Nessa carta, que de seguida transcrevemos, com autorização do signatário, Abel Figueiredo dá a conhecer os resultados sociais e económicos do seu “projeto nos 10 anos de vida” que já leva e aponta os entraves com que se confrontou e as necessidades que tem, enquanto dinamizador desta iniciativa.

Eis o teor integral da respetiva missiva.

«Sr.ª Presidente da Assembleia Municipal de Sátão

Admitindo que esta informação seja do interesse geral (concelhio), gostava que se possível fosse lida na próxima reunião de Assembleia Municipal.

Como autor e dinamizador do projecto “Repovoar e vi(r)ver no concelho de Sátão” Informo que nos 10 anos de vida deste projecto foram obtidos os seguintes resultados:

33 casas recuperadas.

184 pessoas cativadas, destas, 8 já aqui nascidas.

Cerca de 2.000.000.00€ (2 milhões de euros) investidos, onde cerca de 50% foram para pagar salários a trabalhadores residentes neste concelho e outros 50% em materiais comprados no mercado local e mobiliário.

Empregou por períodos mais de 15 pessoas.

Turismo: criei e disponibilizei várias rotas e circuitos apelativos ao desenvolvimento concelhio.

Actualmente tenho mais que uma dezena de interessados em casas neste concelho que não avançam neste propósito porque discordam das exigências que a Câmara está a fazer.

Reconheço que os maiores entraves deste projecto foram:

A crise que desde 2012 refreou a aquisição de 2ª casa.

A CMSátão – nas exigências burocráticas impostas (e onde a exigência de projecto afastou 95% dos interessados).

A falta de interesse na divulgação deste projecto, mostra que preferem continuar a viver para dentro, como o velho do Restelo defendia.

Necessidades:

Honestidade, parceria e apoio (não financeiro) do poder politico instalado, onde incluo defender praticas de divulgação e facilidades burocráticas.

Futuro imediato:

Para 2018 tenho em carteira a venda e recuperação duma casa em Douro Calvo que irá trazer mais 4 pessoas (casal e filho casado) e dar trabalho por algum tempo a alguns residentes.

Trabalhar numa solução para que as casas em ruinas ou abandonadas acabem.

Resumindo:

Não conheço outro concelho do interior que sem apoios financeiros (ou mesmo com eles) tenha feito mais que este projecto.

Quando os interesses do poder politico se encostarem aos interesses do povo (desenvolvimento), este concelho será um exemplo nacional.

Um abraço

Abel Campos Figueiredo»

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.