Abel Figueiredo vai expor na Casa da Cultura de Sátão: Repovoar e vi(r)ver no Concelho de Sátão

0
1063

De 2 a 30 de novembro a Casa da Cultura de Sátão vai apresentar a exposição Repovoar e vi(r)ver no Concelho de Sátão, com conceção de Abel Campos Figueiredo. Esta exposição apresenta um conjunto de fotografias do concelho com o antes e o depois da requalificação de diversas habitações de granito que foram levadas a cabo desde 2005.

De referir que esta exposição esteve patente ao público, nos meses de agosto e de setembro, em Viseu, na Casa do Adro, conforme Dão e Demo referiu na altura.

Na promoção do evento, na página da autarquia, pode ler-se que “Abel Campos Figueiredo nasceu no concelho de Sátão, freguesia de Ferreira de Aves e, atualmente, divide-se entre Sátão e Lisboa. Com um vasto percurso profissional na área informática, começou por desempenhar funções na CRGE, na EDP e como chefe de funções informáticas na Robbialac até à sua reforma. Posteriormente, procurou autonomamente recolher informação informática disponibilizada no Office, de modo a atualizar os seus conhecimentos informáticos. Em 2005, inicia o projeto Repovoamento do Concelho de Sátão, com a compra e recuperação de uma casa abandonada em pedra granítica na freguesia do Avelal, no concelho de Sátão. Devido ao sucesso alcançado, o autor começou a motivar outros residentes da freguesia a recuperar as casas degradadas. Como resultado, até ao momento, já foram requalificadas 33 casas e consequentemente a fixação de 177 pessoas, com um total de investimento de 1,5 milhões de euros. O projeto do autor pode ser visitado na Internet em www.satao-turismo.no.comunidades.net/.”

Recorde-se que Abel Campos Figueiredo já foi um dos convidados do Dão e Demo para uma entrevista em abril de 2017 que pode ler AQUI.

O horário de visita da exposição será o seguinte: de terça a sexta-feira das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 e sábados das 10h00 às 13h00.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.