Caminhada Cultural: “Do Sátão ao Ladário”

0
755

Decorreu na manhã de sábado, 28 de outubro, mais uma Caminhada Cultural, organizada pelo Agrupamento de Escolas e pela Câmara Municipal de Sátão, no âmbito da Medida 5, Inclusão Cultural e Cidadania, do Plano Estratégico de Promoção do Sucesso Escolar.

Esta iniciativa vem no seguimento das três caminhadas culturais já efetuadas no ano letivo 2016/17.

Com um aumento significativo de participantes, mais de sete dezenas, os caminheiros, seguindo as orientações do professor Carlos Paixão, saíram da Praça Paulo VI em direção ao Barro Branco, desceram até ao Rio Sátão e subiram pela floresta até à Casa do Guarda. Não foi uma subida fácil, mas valeu bem a pena pela maravilhosa paleta de cores e feixes de luz com que a natureza soube brindar quem a visitou.

Deixadas para trás as últimas alminhas do caminho, entraram na freguesia de São Miguel de Vila Boa em direção à Abrunhosa. Reuniram-se para ouvirem falar do Martim Cavaleiro, do Pai-mouro, da mina e das sepulturas do Merendeiro.

Continuaram, depois, até ao núcleo urbano da Abrunhosa. Admiraram-se algumas fachadas de solares e capelas e apreciaram-se as antiquíssimas obras de arte-sacra da capela de Santo António. No entanto, a maior demora, como era justificável, aconteceu na Capela de Nossa Senhora da Esperança, onde a visita guiada foi pormenorizada, com um “sermão” de cerca de meia hora. Descansadas as pernas, satisfeitos os espíritos, seguiu o grupo para o centro histórico do Ladário, para uma visita à igreja de São Barnabé e para a contemplação dos solares dos Bandeira Galvão e Viscondes de Rio Torto.

Terminava, assim, uma bela manhã repleta de história e de histórias relativas ao valioso património do concelho de Sátão. É digna de registo a presença de um cavaleiro que, com o seu cavalo, possibilitou uma experiência única às diversas crianças que também participaram nesta caminhada e tiveram o prazer de montar.

O regresso fez-se de autocarro, quando as horas já eram de almoço.

Texto: Carlos Paixão

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.