Camiões-cisterna levam água até Viseu

0
1458

É o Correio da Manhã, na sua edição digital de hoje, que avança com a notícia de Tiago Virgílio Pereira e João Saramago, dizendo que a operação de fornecimento de água através de camiões cisterna vai custar meio milhão de euros por mês.

Eis o teor integral da notícia:

«A seca extrema obriga à adoção de medidas inéditas. Em Viseu, já a partir de segunda-feira, vão ser realizadas 112 cargas de água diárias através de camiões-cisterna, a partir de seis estações de tratamento de água.

“A ideia é que sejam transportados para o sistema de Viseu 3300 metros cúbicos de água tratada para fazer face a um terço das necessidades diárias da população”, avançou ontem o presidente da câmara, Almeida Henriques. A operação terá um custo de meio milhão de euros por mês.

“O que posso garantir é que não vai faltar água nas torneiras e qualidade, a pressão é que vai diminuir em 25%”, assegurou.

A medida vai avançar porque a barragem de Fagilde, com capacidade para 4 milhões de metros cúbicos, atingiu um mínimo histórico e dispõe de 15%: 600 mil metros cúbicos.

A falta de água afeta também os concelhos de Nelas, Mangualde e Penalva do Castelo. Para cobrir parte da despesa de abastecimento, o Governo disponibilizou 250 mil euros para os quatro concelhos. Entretanto, o ministro da Agricultura, Capoulas Santos, avançou ontem no Parlamento a criação de uma linha de crédito de cinco milhões de euros para alimentar os animais vítimas da seca.»

Foto: bvourem.pt

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.