Depois de produzir 53.600 veículos em 2017, PSA Mangualde vai contratar mais 225 trabalhadores

0
737

A PSA Mangualde, uma empresa fundada em 1962, acabou de anunciar que “produziu 53.600 veículos em 2017, o que representa um aumento de 7,8% em relação a 2016 e que é o melhor desempenho desta unidade de produção do Groupe PSA dos últimos 4 anos”.

Ora, este aumento de produção, segundo a empresa “leva a que, a partir de abril, a PSA Mangualde avance para uma terceira equipa e crie 225 novos postos de trabalho”.

“A abertura de mais uma equipa estava prevista somente para final deste ano com o lançamento do novo modelo, mas o sucesso do Groupe PSA no segmento dos veículos comerciais ligeiros, faz com que a terceira equipa se antecipe já com as atuais gerações do Peugeot Partner e do Citroën Berlingo, para os quais Mangualde assegura o fim de série desta geração”, revela ainda a PSA.

Estes dados demonstram, segundo a PSA que “a direção do Groupe PSA continua a apostar na unidade de produção de Mangualde, cumprindo com os seus compromissos e objetivos de competitividade, flexibilidade e qualidade”.

Refira-se que o processo de recrutamento já está em curso e é dirigido a todos os candidatos que se sintam motivados para trabalhar no setor da indústria automóvel.

O diretor da PSA Mangualde, José Maria Castro Covelo, refere a este propósito que “este é mais um passo importante do Mangualde 2020, projeto com o qual a empresa está a consolidar o seu futuro” e acrescenta que “este novo projeto baseia-se na transformação da fábrica, mais renovada e com um novo produto, com um processo mais moderno, eficiente e ergonómico, a pensar no bem-estar dos colaboradores e adaptado às exigências e oportunidades da Indústria 4.0.”

A PSA garante que “a laboração em três turnos está garantida até ao final de produção da geração atual dos veículos, prevista para outubro. A sua continuação dependerá essencialmente da resposta dos mercados ao novo modelo”.

O anúncio deste terceiro turno, na PSA Mangualde, e o volume de veículos produzidos representam um forte impulso para a economia e para o emprego da região, representando, igualmente um importante contributo para a produção automóvel nacional.

Foto: PSA Mangualde

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here