Hoje é sexta feira santa.

0
302

Por: António Fonseca (Lausanne – Suíça)

Hoje em dia as religiões cristãs deixaram de estar na moda.

Em muitos países ocidentais onde o cristianismo foi, durante séculos, uma religião de estado, o calendário civil continua a testemunhar essa forte ligação entre estado e religião ao fazer coincidir muitos dos seus feriados nacionais com datas festivas cristãs. São disso exemplos, entre tantos outros, os feriados associados ao Natal e à Páscoa.

Mas quem sabe, verdadeiramente, o que essas festas representam, o seu significado e aquilo que se celebra nesses dias?

O Natal, para muitos de nós, não passa de uma simples corrida aos presentes e a Páscoa é a corrida aos ovos de chocolate às amêndoas e aos folares.

Mas com isto eu não quero pregar a boa palavra ou fazer aqui a apologia dessas festividades, até porque não seria a pessoa indicada face às minhas opções quanto à religião. Quero apenas recordar que as raízes que estiveram na génese da fundação da Europa foram as raízes cristãs. Foram estas as raízes verdadeiramente agregadoras deste nosso espaço. E o que é facto é que muitas vezes nós proibimos a prática dos nossos costumes e tradições e recebemos de braços abertos ou fechamos os olhos a outras práticas que vêm de longe e são levadas a cabo nas ruas das pequenas e grandes cidades da europa central.

Goste-se ou não, o cristianismo foi e é o fundamento da cultura ocidental. Goste-se ou não, o cristianismo foi e é uma religião que inspirou muitos e muitos artistas na música, na pintura ou na literatura. Goste-se ou não, temos de ter em conta que aquelas que, para alguns, não passam de histórias longínquas e efabuladas inspiraram no passado e ainda inspiram hoje missões e vocações de tantos nossos concidadãos.

Antes de negar este passado, em nome de todos os tipos de bons ou maus pretextos, temos que manter o essencial lembrando o que de bom nos legou em vez de, constantemente, trazê-lo de volta por causa dos seus desvios, arranjando com isto uma maneira de desculpar a selvajaria e o terror.

Este é um debate que permanecerá sempre em aberto, bem sei, mas era importante lembrar que nesta sexta-feira santa é o sacrifício de Cristo que é celebrado, tendo sido morto na cruz, depois de traído e condenado por gente sem escrúpulos.

Feliz Páscoa para todos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here