Lenda do Penedo do Pé Touro

0
397
Hugo Baptista - colaborador Dão e Demo.

Por: Hugo Batista*

Conta a lenda que um homem de Vila Boa foi trabalhar para a mourama. Lá, em conversa com os mouros, disse-lhes de onde era.

Então eles disseram:

-És da terra onde três mouras ficaram encantadas debaixo de um penedo.

Descreveram-lhe o sítio exato onde estava localizado o penedo e incumbiram-no de ir lá libertar as mouras.

Para isso deram-lhe três pães de partes iguais e disseram-lhe para não ir a lado nenhum sem primeiro passar pelo penedo.

Como a viagem era longa e vinha cansado, foi até sua casa, pôs os pães na arca e deitou-se a descansar.

Quandoa mulher veio do campo, farta de trabalhar e cheia de fome, abre a arca, viu os pães e ficou toda contente por ter algo para comer.

Pegou num pão e abriu-o. Assim que o abre este começa a sangrar. Ela, muito aflita, volta a uni-lo e colocou-o de novo na arca.

De manhã, quando o marido se levanta, pegou nos pães para se dirigir ao penedo, vendo que lhe tinham mexido, perguntou à esposa quem tinha sido, ao que ela responder ter sido ela.

Pegou então nos pães e dirigiu-se para o penedo. Uma vez lá chegado, bateu e apareceu-lhe uma moura. O homem atirou-lhe um pão, este transformou-se num cavalo no qual ela monta e parte dizendo:

– Detrás de mim virá quem te pagará.

Ohomem bate de novo no penedo e surge outra moura. Atira-lhe com outro pão e transforma-se num cavalo, ela monta-o e parte dizendo:

– Detrás de mim virá quem te pagará.

Ohomem volta a bater e aparece uma outra moura, atira-lhe o pão que havia sido aberto e este transforma-se num cavalo manco, evitando assim que a moura partisse.

Pergunta então ao homem:

– Quem mexeu no pão?

– Foi a minha esposa.

Então a moura entra no penedo e regressa com um cordão de ouro e diz-lhe para o dar à esposa e que não o pusesse em lado nenhum.

Como estava calor no regresso a casa, o homem passou por um carvalho e pensou descansar à sua sombra e pendurou o cordão na árvore.

Assim que ele o pendurou esta imediatamente incendiou-se.

Era este o castigo para a mulher.

Lenda recolhida e divulgada pela Professora Maria das Dores Albuquerque, do Avelal, a quem agradecemos a partilha.

Na memória coletiva encontramos o lugar do “Penedo dos Mouros”, na estrada que vai de Decermilo para Vila Boa. Localiza-se numa zona de serra, dominada por vários blocos graníticos de grande envergadura, alguns dos quais com cavidades ou reentrâncias que permitem abrigo.  Prospeções aqui realizadas recentemente evidenciaram vestígios cerâmicos e líticos que apontam para uma ocupação pré-histórica, embora seja necessário proceder-se a estudos mais aprofundados para caracterizar este sítio.

(*) arqueólogo (hugosatao@gmail.com)

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.