[Cinema] O Cavalheiro com Arma, de David Lowery

0
398

The Old Man & the Gun (2018)
por: José Pedro Pinto*

“a vida que Forrest escolhe não é algo que lhe acontece enquanto ele faz outros planos”

Ao ver O Cavalheiro com Arma, olho para a vida e começo a fazer contas de cabeça às escolhas que fiz e às que não fiz, às regras que cumpri e às que inventei para mim. O protagonista do filme é Forrest Tucker, um septuagenário que rouba bancos – não por precisar do dinheiro, por ter ambições de riqueza, ou por não conhecer outra vida, mas porque escolhe fazê-lo. Essa escolha implica por vezes ir parar à prisão, mas Forrest não encara isso como um dissuasor – é apenas uma parte inevitável da vida que decide viver.

O filme abre com mais um assalto na longa carreira de Forrest, interpretado por Robert Redford – entra no banco, chama o gerente, diz que quer abrir uma conta, mostra-lhe a arma, passa-lhe uma mala, pede-lhe que coloque dinheiro nela e sai do banco descontraidamente, sempre com um sorriso e boas maneiras. A arma nunca é apontada ou disparada, talvez nem tenha balas. Forrest mete o dinheiro na mala do seu carro e segue viagem. Vê uma senhora parada à beira da estrada a espreitar debaixo do capô de uma carrinha e pára para ajudar. Dá-lhe boleia até um café onde comem tarte e sorriem um para o outro, enquanto a banda sonora trauteia um jazz suave e eu dou por mim a sorrir também – acho que é porque Redford tem sempre um sorriso na cara, um sorriso honesto, aberto, de quem conhece a tristeza e escolhe sorrir, e é contagioso.

Nesse café, Forrest depara-se com a possibilidade do amor, ou pelo menos de carinho e empatia, mas sabe que não poderá dizer a verdade à senhora, ou esperar ter uma relação normal nos últimos anos da sua vida – a vida que escolhe para si é outra, e não algo que lhe acontece enquanto ele faz outros planos. O Cavalheiro com Arma é um filme sobre essa liberdade de escolha, sobre aceitar as prisões que as decisões implicam e tomá-las na mesma. ***

*Artigo originalmente publicado na edição de 18 de Janeiro do Jornal do Centro.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.