“Cruyff gana demasiado dinero”

0
170
Abílio Travessas: Colaborador Dão e Demo - jornal digital

Por: Abílio Travessas

Duas crónicas de Alfredo Relaño – Memorias en Blanco y Negro – no El Pais que compro às 2ªs feiras em razão deste grande periodista, abordam a imagem negativa de Cruyff nos anos em que jogou no Barça. É o lado negro deste grande homem do futebol que, depois, viu mais reconhecida a sua face de treinador que contribuiu para a revolução com o seu dream time catalão. De facto, estas crónicas escritas antes do último Barcelona/Liverpool, traz-nos um Cruyff que se quer assumir dono do Barcelona “fazendo a cama” ao treinador alemão, Weisweiler, desrespeitando-o ao não cumprimentar, conseguindo a sua dispensa. Nada de novo neste mundo de primas-donas como pode testemunhar Mourinho nas sua passagens pelo Chelsea e Manchester United. A estória do jogador do clube inglês que pediu para regressar dum jogo no seu carro novo, um Rols-Royce, diz muito sobre a capacidade dum treinador gerir estes egos.

Na temporada 75/76, Barça e Liverpool encontraram-se pela 1ª vez  na Taça dos Campeões Europeus. Diz Relaño que o holandês, como jogador, só fez uma boa temporada, a primeira, em que ganhou no Bernabeu por 5-0; depois “fugiu das zonas militarizadas do campo; Sadurni (Guarda-redes): “Iba  a sacar de porteria y le veia ahi al borde de la área, pediendome el balon”; dizia-lhe: “Que fazes aqui? Vai lá para a frente!”.

O conflito com o treinador alemão dá-se quando é substituído no campo do Valência, nas vésperas do jogo com o Liverpool – treinado por Bob Paisley que substituíra Bill Shankly “el hombre de las frases célebres”. Na 1ª mão, no Camp Nou, um golo de Toshack (que passaria pelo Sporting com treinador) deu a vitória aos ingleses. “El Barça hizo poco e Cruyff nada”. Em Anfield Toshack fez declarações a provocar aquele que tinha sido a alma do Ajax: “Tem de ser muito bom para que lhe paguem 10 000 libras por semana”. 1-1 foi o resultado e Cruyff não fez nada. Bob Paisley, que na primeira prelecção à equipa não deu boa conta, levando a que Keagan apelasse a que os colegas o ajudassem, afirmou: “Há alguns anos era o melhor. Agora ganha demasiado dinheiro”.

Paisley seria um dos maiores do Liverpool conquistando três Taças de Campeões. Nem todos os campeões se afirmam desde o começo.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.