Em Viseu a limpeza urbana já teve melhores dias

0
753
Carlos Cunha: Colaborador Dão e Demo

Por: Carlos Cunha

O que por estes dias se passa na Av. da Europa é absolutamente lamentável e demonstrativo de que no Rossio há uma clara visão que privilegia o acessório em detrimento do essencial.

Por estes dias quem vive, trabalha ou simplesmente passeia pela Av. da Europa vê-se envolvido por uma nuvem de algodão, proveniente dos choupos ali existentes.

A Câmara, por opção própria, decidiu erradamente não podar este ano as referidas árvores e o resultado está infelizmente à vista de todos.

Para um Presidente de Câmara que se diz tão preocupado com o bem-estar e felicidade dos seus munícipes, a autarquia tem deixado muito a desejar, mostrando-se ineficaz na resolução deste problema que afeta a qualidade do ar.

Por outro lado, o desleixo é bem visível, pois, para além das inúmeras pedras levantadas nos passeios, o algodão acumula-se às camadas pelos passeios, nos canteiros e na berma da estrada.

Neste caso, não se percebe onde páram os responsáveis pela limpeza urbana, nomeadamente, as máquinas varreadoras que parecem ter desaparecido, quando outrora eram vistas com frequência ao final da tarde e depois do encerramento do comércio tradicional a tratarem da limpeza das ruas.

Mais se estranha este eclipse quando ainda não há muito tempo Almeida Henriques posava para a fotografia em frente ao edifício da Câmara ao lado do seu “exército” da limpeza urbana.

É caso para perguntarmos onde andam eles?

Se alguém souber do seu paradeiro façam o favor de lhes dizer que estão a ser extremamente precisos na Av. da Europa e já agora levem também alguns calceteiros para compor os passeios e quem pode as árvores, visto que, as copas de algumas já tapam a luz dos candeeiros.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.