França decretou o fim dos telemóveis nas escola

0
164
(Foto: Dão e Demo)

Do site do Diário de Notícias de 7 de junho transcrevemos, neste nossa coluna DITO NAS REDES, o artigo sob o título “Telemóveis banidos das escolas francesas”, assinado por Susana Salvador.

Eis o teor do artigo do DN:

«Ministro da Educação fala em “medida de desintoxicação” para combater a distração na sala de aula e o bullying.

No próximo ano letivo as crianças francesas não vão poder levar os telemóveis para a escola. A “interdição efetiva” foi hoje aprovada pela Assembleia Nacional e abrange o ensino básico e secundário, avança o jornal Libération. O Governo francês defende a medida como sendo “um sinal para a sociedade”.

A proposta de lei foi aprovada com os votos a favor dos eleitos do La République en Marche (LRM), do presidente Emmanuel Macron, do MoDem e do UDI. Os restantes partidos consideraram que a proposta do Governo é “inútil”, um “embuste” e “uma simples operação de comunicação”.

O ministro da Educação francês, Jean-Michel Blanquer, fala numa “medida de desintoxicação” para combater a distração nas salas de aulas e o bullying.

Segundo os defensores da lei, o uso de telemóveis entre as crianças e jovens tem aumentando os casos de cyber-bullying, facilitou o acesso à pornografia e dificultou a capacidade dos jovens de interagir socialmente. O ministro da justiça justifica ainda a medida com o aumento dos roubos de telemóveis, extorsão e obsessão com as marcas da moda.

Os smartphones estão a mudar o comportamento das novas gerações?

Para o sindicato dos diretores de escolas, Philippe Vincent, a medida não implica uma grande mudança, já que metade das escolas já proíbem o uso do telemóvel nas aulas ou na totalidade ou parte do tempo de recreio.

A nova lei deixa às escolas a decisão sobre como querem aplicar a proibição, podendo numa versão mais simples implicar que os telemóveis são colocados em bolsas específicas dentro das mochilas para permitir o acesso em caso de emergência ou para uso pedagógico, nas aulas. Mas há também a versão mais extrema, de os proibir totalmente na escola, sob pena de sanções.

Mais de 90% das crianças com mais de 12 anos têm telemóvel em França

Mais de 90% das crianças com mais de 12 anos têm telemóvel em França, segundo a proposta de lei. O debate em França tem gerado discussão noutros países, como Reino Unido ou Irlanda.

“Os telemóveis são um avanço tecnológico, mas não podem monopolizar as nossas vidas”, afirmou Blanquer, à estação de televisão LCI (La Chaîne Info). “Não podes encontrar o teu caminho num mundo de tecnologia se não sabes ler, escrever, contar, respeitar os outros e trabalhar em equipa”, afirmou.

À rádio RTL, um representante do sindicato dos professores UNSA, Stephane Crochet, disse considerar a inclusão dos adultos na proposta de lei um insulto e um risco de segurança. Essa adenda à proposta de lei acabou contudo por ser retirada.»

 

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.