Jean-Claude Juncker: um náufrago à cabeça da União Europeia?

0
365
António Fonseca | Colaborador Dão e Demo

Por: António Fonseca (Lausanne – Suiça)

Cambaleando na cúpula da NATO

“Sofre de ciática”, disse o primeiro-ministro português, António Costa, nos canais televisivos, sem risos, em 12 de julho, citando o comportamento físico instável do presidente da Comissão Europeia. Uma explicação repetida em toda a grande imprensa, como se Jean-Claude Juncker cambaleando e sorrindo, apoiado por guarda-costas, pudesse enganar alguém.

Segundo o meu amigo Arménio da Costa, osteopata com consultório em Genebra, há mais de vinte anos especialista, entre outros, em ciática,disse : “A ausência total de expressão facial dolorosa, os movimentos inseguros dos braços, os movimentos dos joelhos na subida e descida das escadas, a mobilidade das pernas e o repetido desequilíbrio, obviamente não são a favor da ciática! Em caso de dor violenta, um forte tratamento de tramadol poderia explicar parte da instabilidade, mas no segundo caso, segurá-lo pelas mãos não seria suficiente para mantê-lo de pé, a palidez seria muito mais acentuada, expressões faciais mais rígidas, rigidez óbvia nas pernas e movimentos oculares mais lentos. As imagens defendem com toda a certeza a favor de uma ‘carraspana’ do tamanho da Europa”.

Infelizmente, esta não é a primeira vez que Jean-Claude Juncker, à frente da Europa e constantemente a dar lições de moral, aparece num estado aparente de embriaguez durante manifestações públicas – sempre invocando uma alegada ciática. Os vídeo cujos links se seguem falam por si e permitirão a cada um tirar as suas conclusões:

AQUIAQUI | AQUI | AQUI.

Assim, às custas dos contribuintes europeus, Jean-Claude Juncker e mais as suas “aparentes bebedeiras” (perdão, ciática!) continua a dirigir a Europa.

Qualquer trabalhador que chegasse ao trabalho naqueles termos de “aparente bebedeira” porventura seria despedido com justa causa. Não estão estas autoridades oligarcas (que o povo não elegeu!) com este comportamento a desonrar a sua função?

Tal como Yeltsin, enquanto presidente da Rússia (que os media chamavam de “bêbado” sem escrúpulos nenhuns), dirigiu uma Rússia em queda livre até à chegada de Vladimir Putin, Jean-Claude Juncker representa uma União Europeia que perde a cabeça, cambaleando…

“Se alguém tem que cair, não o detenha, empurre-o” – Friedrich Nietzsche (filósofo alemão).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.