Livraria ‘mais bonita do mundo’ comemora 113 anos | É a LELLO no Porto.

0
320
Perspetiva da Livraria Lello (Foto: Dão e Demo)

Na nossa coluna DITO NAS REDES de hoje deixamos uma sugestão de visita a uma livraria, precisamente, para amanhã, dia 13 de janeiro, àquela que muitos consideram a ‘livraria mais bonita do mundo’. É uma visita à livraria Lello na cidade do Porto, fundada em 1906, e que amanhã, dia 13 de janeiro, faz 113 anos de vida e por isso “a partir das 12h e até às 19h, a entrada é livre e as surpresas vão ser muitas… “.

A notícia que lhe deixamos é do site “porto ao vivo”:

No domingo, as montras da Lello ganharão vida para, a partir delas e em todo o interior da livraria, “homenagearmos o universo do nosso poeta nacional, Camões; e o do herói internacional que partilhamos com todo o planeta, Harry Potter”, o jovem feiticeiro mais conhecido do mundo, criado por J.K. Rowling, que se inspirou na famosa livraria do centro histórico do Porto para a criação da história.

Os primeiros leitores que visitarem a livraria nesse dia (a partir das 12h) terão direito a fac-símiles da primeira Gazeta portuguesa, a chamada “Gazeta da Restauração” (1641).

Pelas 16h será inaugurada a exposição “A Severa que vocês nunca viram” – instantâneos em torno do primeiro fonofilme (filme sonoro) produzido no nosso país, “A Severa” (1930), que será depois exibido, numa colaboração com a Cinemateca Portuguesa. Com curadoria científica da Universidade de Aveiro, estarão expostos alguns dos primeiros fonogramas gravados em Portugal.

Pelas 16h30, inicia-se uma conversa aberta em torno do tema “O Porto, o Fado e outras Músicas”, promovida pela Universidade de Aveiro com dois convidados: José Moças e Maria do Rosário Pestana.

Para as 18h está agendada a mesa redonda “Livraria Lello, Uma Livraria de Causas”, subordinada aos temas “Camões e Os Lusíadas” por Maria João Lopo de Carvalho – institucionalização da Língua Gestual Portuguesa, com Gilda Nunes Barata e José Saraiva.

As celebrações dos 113 anos da Livraria Lello encerram com a fadista Patrícia Costa (18h30), que vai cantar o “Fado da Livraria Lello”, um poema criado pela poeta Maria do Rosário Pedreira, e outras músicas do Porto, acompanhada pelos seus músicos Pedro Martins, na guitarra portuguesa, João Moutinho na viola de fado, e Luís Lumini no baixo.

Artigo original no Porto ao Vivo.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.