Os lucros e a impunidade na CGD

0
278
Carlos Cunha: Colaborador Dão e Demo

Por: Carlos Cunha

Paulo Macedo diz que a CGD apresentou lucros de 496 milhões de euros no último exercício, o que voltou a acontecer 6 anos depois.

O que ficou por explicar foi qual o contributo do aumento das comissões bancárias para esse lucro?

Quanto é que já conseguiram recuperar relativamente aos grandes devedores?

Quais as consequências para quem continua em incumprimento como o sr. Berardo e o sr. Manuel Fino?

O que afetou os trabalhadores da CGD foi a má gestão de Administradores pagos a peso de ouro, que tomaram decisões ruinosas contrariando, na maior parte das vezes, as orientações da Direção de Risco, que desaconselhava esses empréstimos. Nunca será demais relembrarmos que o prejuízo dos seus atos de gestão ruinosa deixou na CGD uma cratera de 1 700 milhões de euros.

Até quando continuarão esses administradores a passar ao lado do terramoto que causaram na CGD?

Por fim, faltou a Paulo Macedo agradecer o contributo forçado dos portugueses que estão a pagar através dos seus impostos a recapitalização da CGD e também  aos clientes normais da Caixa, onde me incluo, que têm ajudado, e muito, a Caixa a voltar aos lucros e que no mínimo exigem que se faça justiça para quem se serviu descaradamente da CGD.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.