Paulo Santos, na tomada de posse, enalteceu a oposição camarária cessante

0
920

Paulo Santos, no discurso da tomada de posse, que teve lugar no dia 24 de outubro, no salão nobre dos paços do concelho de Sátão, enalteceu a atuação da “oposição cessante”, referindo que aproveitava “o momento para saudar os vereadores da oposição cessante que nas questões essenciais para o nosso concelho estiveram sempre connosco”. Relativamente aos vereadores da oposição agora eleitos o presidente referiu que espera “um debate construtivo em benefício do nosso concelho”.

Paulo Santos depois de agradecer a confiança que nele foi depositada, referiu ainda que será “um presidente de câmara próximo dos seus munícipes, atento às suas necessidades, aberto aos diálogos construtivos”, acrescentando que será “um presidente de todos e para todos”.

Referiu-se também ao abastecimento de água, como uma prioridade e não deixou de dizer que irá ser construída a acessibilidade da EN 229 à nova área empresarial. Paulo Santos repetiu, ainda, o compromisso da ministra da Presidência, Maria Manuel Leitão Marques, aquando da inauguração da Loja de Cidadão, de que a EN 229, ligação Viseu-Sãtão, será requalificada “antes das próximas eleições autárquicas”.

Recorde-se que para além da instalação da câmara que será integrada por 4 eleitos pelo PSD, Paulo Santos, Alexandre Vaz, Zélia Silva e Fernando Gomes, e 3 do PNT (Pela Nossa Terra), Acácio Pinto, António José Caiado e Paula Cristina Cardoso, foi também instalada a assembleia municipal composta por 11 eleitos pelo PSD, 9 pelo PNT, 1 pelo ATPS (Avante Todos Pelo Sátão) e integrada, igualmente pelos 9 presidentes de junta de freguesia.

Na primeira reunião da assembleia, que teve lugar logo após a instalação, foi eleita a mesa, que continuará a ser presidida por Eugénia Duarte (PSD), depois da sua lista ter sido mais votada, relativamente à lista liderada por Elisabete Bárbara (PNT).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.