PCP promove debate em Viseu a 19 de outubro: “A saúde é um direito, não é um negócio”

0
255

Dia 19 de outubro, às 21 horas, na Sala da Assembleia Municipal de Viseu, no Solar dos Peixotos, o PCP promove um debate subordinado ao tema “A saúde é um direito, não é um negócio”

Neste debate estão previstas intervenções de Jorge Pires, da Comissão Política do Comité Central do PCP; Noel Carrilho, Cirurgião, Presidente do Sindicato dos Médicos da Zona Centro; Leonel Ferreira, Enfermeiro no CHBV; Filomena Pires, eleita na Assembleia Municipal de Viseu e do Executivo da DORV.

O PCP, na nota de imprensa refere que que o SNS está a ser “alvo de uma prolongada ofensiva” estando hoje “fortemente condicionado na sua missão constitucional de garantir o acesso à saúde a todos os portugueses”.

A nota prossegue referindo que “os arautos da política de direita tudo fazem para aumentar o coro daqueles que contestam o SNS” e é por isso que “o PCP reafirma a importância da existência do SNS na missão de garantir a prestação de cuidados de qualidade a todos os portugueses, opinião que não autoriza nenhuma leitura de branqueamento da grave e premeditada situação atual”.

“As principais vítimas da situação que se vive hoje no SNS – os utentes – veem com angústia desaparecer a garantia de cuidados de saúde gerais e universais, assistem ao desaparecimento de unidades de cuidados de saúde,  sofrem com as escandalosas listas de espera para consultas e tratamentos e são chamados a pagar do seu bolso os gastos em saúde”, acrescenta ainda a nota dos comunistas de Viseu.

Finalmente o PCP refere que pretende, com este debate “possibilitar um debate franco e aberto, diagnosticar causas e apontar soluções para os graves problemas vividos pelo SNS, particularmente nas unidades de saúde do distrito de Viseu, dar a conhecer algumas das propostas do PCP para defender o Serviço Nacional de Saúde e melhorar a prestação de cuidados médicos”.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.