Rua Direita com 37 lojas encerradas é uma “dor de alma” para os vereadores do PS Viseu.

0
1246
Rua Direita (Foto: viajaremfamilia.com)

A rua Direita tem 37 lojas encerradas, sem uso”, revelam os socialistas através de comunicado. E, prosseguindo, referem que “os encerramentos de lojas sucedem-se na rua Direita, como na generalidade do centro histórico. Esta “dor de alma” no esteio da cidade histórica comercial foi bem constatado recentemente pelos vereadores do PS em mais uma ação de contacto um-a-um com os comerciantes da Rua”.

Os vereadores do PS referem que já levaram o tema rua Direita a reunião do executivo e que ainda “na última reunião de câmara [10 de janeiro] o PS assinalou problemas infraestruturais e de segurança apontados pelos lojistas, sobretudo no seu troço final”.

Para os vereadores do PS, Lúcia Araújo Silva, Pedro Baila Antunes e José Pedro Gomes, “tem de ser realizada uma intervenção urgente de correção do pavimento e infraestruturas do subsolo da rua Direita. Os alagamentos da rua, frequentes em dias de chuva e os maus cheiros dos esgotos assim o justificam”.

Para os vereadores do PS, verificando-se “um número crescente de edifícios devolutos” cabe à câmara de Viseu “encontrar políticas urbanas inteligentes que acabem e potencializem – ao nível habitacional, comercial, associativo ou de equipamentos públicos – estes vazios que degradam o espaço público e a sua ambiência”.

“O Município parece continuar alheado do problema social grave, igualmente com consequências ao nível da segurança, que subsiste no centro da rua Direita”, acusam os socialistas, que prosseguem referindo que “não se compreende igualmente o atraso na instalação da videovigilância e da continuação de um policiamento de proximidade insuficiente”.

“Outra grave carência apontada pelos comerciantes é a fraca iluminação, agravando-se em zonas quase às escuras”, revelam os vereadores da oposição, especificando que “há diversos candeeiros sem luz há meses. A substituição por lâmpadas LED na rua Direita devia ser uma prioridade da câmara”.

Finalmente os socialistas referem que “para os comerciantes também não é compreensível que as diversas lojas requalificadas pela SRU, com empreendedores económicos interessados, algumas com potencial para lojas âncora, continuem a estar desocupadas”.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.