Sátão: Corso de Carnaval das Pedrosas será a 13 de fevereiro | Preparativos já começaram

0
1944
Carnaval das Pedrosas 2015 - foto Dão e Demo.

No pavilhão da Acredipe, nas Pedrosas, os carros de Carnaval e demais adereços que irão ser utilizados no corso carnavalesco, a realizar a 13 de fevereiro, a partir das 15 horas, já começam a ganhar forma, segundo garantiu ao Dão e Demo, Alberto Silva, o presidente da associação promotora deste evento há mais de duas décadas.

Alberto Silva, presidente da Acredipe.

[Recordamos aqui a entrevista que Alberto Silva nos concedeu a 25 de fevereiro de 2017, três dias antes do corso do ano anterior que se realizou a 28 de fevereiro de 2017].

Recorde-se que esta iniciativa, que anualmente vem deixando uma forte marca nas ruas da vila de Sátão, é o evento, à exceção das festas de São Bernardo, que mais gente atrai às ruas da praça Paulo VI, em Sátão.

Não desvendando os motivos dos carros, pois “isso é segredo”, Alberto Silva sempre nos foi dizendo que o orçamento para esta atividade é só de cerca de 3.500 euros, uma vez que há colaboração voluntária e apoios diversos de muitas pessoas, mas mesmo assim o financiamento ainda não está totalmente garantido, pois só existem apoios financeiros da câmara, 1.800 euros, e da junta 850 euros. O presidente da Acredipe quis, igualmente, enfatizar que se os apoios institucionais fossem mais vultosos planeariam, obviamente, um corso ainda com melhor qualidade.

O desfile, como se referiu, está aprazado para as 15 horas do dia 13 de fevereiro, dia de Carnaval, contando a organização, à semelhança dos anos anteriores, com a integração, neste corso, de alguns carros de povoações limítrofes, mas já pertencentes ao concelho de Viseu. Igualmente irão ser contratados bombos para anunciar e animar o cortejo.

Já na noite de Carnaval, por volta das 20 horas, Alberto Silva, referiu-nos que irão enterrar o morto no largo da Praça, nas Pedrosas.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.