Sátão | Em pergunta ao Governo, BE fala de “atentado ambiental na ETAR do Cigarral” e na ribeira de Brufe.

0
771
(Foto: Google Maps)

Titulando a sua questão como de “Atentado ambiental na ETAR do Cigarral (Sátão)” a deputada do Bloco de Esquerda, Maria Manuel Rola, perguntou, esta quarta-feira, dia 26 de setembro, ao ministro do Ambiente, quais as medidas que vai o Governo “tomar para garantir que a ETAR do Cigarral opera sem contaminação das águas”.

Na pergunta que a deputada do BE apresentou na Assembleia da República, dirigida ao Governo, refere-se que “após a descarga originária da ETAR do Cigarral (concelho do Sátão), as águas da Ribeira de Brufe, que corre já no concelho de Viseu, estão completamente turvas e exalam um cheiro nauseabundo”, referindo ainda que “dadas as condições verificadas é igualmente impossível o cultivo agrícola nas suas margens”.

A pergunta avança ainda que “uma visita ao local permitiu constatar que, apesar de diversas denúncias e dos apelos feitos pela junta de Freguesia de Barreiros e Cepões à Agência Portuguesa do Ambiente (APA), à Agência dos Recursos Hídricos (ARH) Centro e à Câmara Municipal (C.M.) de Viseu, as entidades competentes nada fizeram para pôr cobro ao foco de poluição”.

Segunda os bloquista “subsistem ainda dúvidas relativas à atribuição de novo Título de Utilização de Recursos Hídricos àquela ETAR”, apresentando de seguida um conjunto de argumentos que sustentam tal afirmação, de que se destacam trocas de mails entre entidades.

Finalmente o BE refere que “é claro que a C. M. de Sátão não interveio de forma satisfatória no seu equipamento de tratamento de águas, mantendo as descargas. A C.M. de Viseu rejeita responsabilidades e responsabiliza a autarquia vizinha, mas não fez qualquer intervenção na ribeira. No entanto a situação de poluição mantém-se.”

LER TAMBÉM

Câmara de Sátão depositou restos de lixo de obras num terreno, nas imediações da Maeira

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.