Sátão | Serra do Seixo tem a maior reserva de lítio da Península Ibérica

0
1974
Concessão mineira da serra do Seixo (Fonte: PDM de Sátão - Carta de condicionantes)

A concessão mineira da serra do Seixo, nas imediações de Sátão, próximo da nova zona empresarial, e que se estende por área de cerca de 30 hectares, vai ser ativada face aos elevados depósitos de lítio que ali foram descobertos depois de vários furos efectuados nos últimos dois meses.

Dão e Demo está em condições de avançar que os depósitos de lítio ali descobertos, através das prospecções em profundidade levadas a cabo, com furos a atingir os 120 metros, são, neste momento, os maiores da Península Ibérica, o que fará de Portugal o maior produtor europeu de lítio. A previsão é de que, na serra do Seixo, haverá cerca de 80 milhões de toneladas de lítio, muito superiores aos 30 milhões que se prevê existirem em Montalegre.

Esta informação, que ainda não é do domínio público, e que a empresa de prospeção se recusou a confirmar, foi-nos avançada por um dos geólogos da equipa, pertencente à joint-venture que foi efectuada entre a empresa portuguesa da região, mais concretamente de Mangualde, detentora da concessão, e uma empresa mineira canadiana que detém a mais avançada tecnologia na prospecção e mineração de lítio no mundo.

Aliás, neste momento, as empresas australianas que estão a efectuar a prospecção de lítio em Montalegre e Boticas e onde já conseguiram as concessões, que assinaram recentemente com o estado português, através da DGEG (Direção Geral de Energia e Geologia), onde preveem investir 500 milhões de euros, criando centenas de postos de trabalho, estão alarmadas e já tentaram, sem êxito, entrar na joint-venture de exploração de lítio na serra do Seixo como forma de minimizarem os prejuízos que são expectáveis, face à descoberta desta nova jazida, três vezes maior que a da serra do Barroso.

Quem ficou radiante com esta notícia foi o presidente da câmara municipal de Sátão, Paulo Santos, que face à dimensão do investimento e da criação de postos de trabalho, já teve vários contactos por parte de empresas estrangeiras que querem comprar lotes na zona empresarial de Sátão, admitindo, em privado, segundo nos revelou um seu próximo colaborador, ampliar a área empresarial até à Abrunhosa e Rio de Moinhos.

A febre da prospeção de lítio é uma realidade face às diversas utilizações industriais, nomeadamente para fabricar as baterias de lítio que usamos, entre outros, nos nossos telemóveis e computadores, que consomem mais de metade da produção mundial de lítio. Para além das baterias é ainda utilizado na indústria aeronáutica uma vez que apresenta uma elevada resistência ao calor e uma elevada força específica resistência-peso.

Dão e Demo irá continuar a acompanhar esta situação, a que regressaremos mal tenhamos novos dados.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.