Saúde no distrito de Viseu esteve na mira de deputados do BE e do PCP

0
686
(Foto: Dão e Demo ©)

Moisés Ferreira e Miguel Tiago, deputados à Assembleia da República, respetivamente pelo BE e pelo PCP dedicaram os últimos dias em visitas a diversas unidades de saúde do distrito de Viseu.

O deputado do BE “dedicou o passado 24 de Março ao distrito de Viseu, começando o dia no Hospital Cândido de Figueiredo em Tondela onde reuniu com a administração do Centro Hospitalar Tondela-Viseu e onde foram diagnosticados problemas transversais a todo o Serviço Nacional de Saúde começando pela grande falta de profissionais”, segundo avança do BE através de comunicado.

A visita do deputado do Bloco culminou num debate na Biblioteca Municipal de Lamego sobre a refundação do Serviço Nacional de Saúde e as questões que hoje se colocam sobre o caminho a trilhar para um SNS mais forte, inclusivo, público e gratuito, respondendo ao repto lançado por João Semedo e António Arnaut na sua proposta de Lei de Bases da Saúde, publicada recentemente no livro Salvar o SNS.

O deputado refere que “o Bloco de Esquerda tem acompanhado esta degradação que já vem desde o antigo hospital [de Lamego] e o Grupo Parlamentar tem vindo a denunciar ativamente estas dificuldades pelo menos desde 2010. Com a passagem para o novo hospital infelizmente as suspeitas do Bloco confirmaram-se e os problemas agudizaram-se. Estamos perante um hospital onde o subfinanciamento é evidente e chegamos à conclusão de que à população não interessa um hospital com um conceito inovador e todas aquelas justificações que se apresentam do ponto de vista académico ou de gestão, ou a casuística ou a produção, mas que se exige pura e simplesmente um hospital que responda às suas necessidades mais elementares, que corresponda efetivamente ao seu direito constitucional de acesso à saúde e que cumpra com aquilo que se lhe é exigido”.

Miguel Tiago esteve em Mangualde, São Pedro do Sul e em Viseu

“Do Centro de Saúde de Mangualde, ao SUB de S. Pedro do Sul, passando pelo Hospital de S. Teotónio e pela Extensão de Saúde de Santa Cruz da Trapa, a visita de Miguel Tiago permitiu verificar no terreno, a degradação progressiva das instalações, dos equipamentos médicos e do material, a carência generalizada de pessoal médico, de enfermagem e auxiliar, a sobrecarga horária e de serviço dos profissionais da saúde, com evidente prejuízo das populações e do prestígio do SNS”, refere o comunicado do PCP, relativamente à visita de Miguel Tiago ao distrito de Viseu no dia 26 de março.

No Centro de Saúde de Mangualde foram colocadas diversas preocupações ao deputado Miguel Tiago de que se destacam problemas diversos ao nível do edifício, “a necessidade de investimento no aparelho de RaioX por forma a dotá-lo de sistema de digitalização das chapas, permitindo, desse modo, a celeridade, embaratecimento e mais rápida circulação dos diagnósticos e a colocação de mais um médico para responder à necessidade de cobertura dos 1.700 utentes atualmente sem médico de família”, segundo revelam os comunistas.

No Hospital de S. Teotónio, a delegação do PCP foi recebida pela administração do CHTV, tendo esta referido, segundo o PCP, que “as obras de ampliação e criação da nova área de atendimento das Urgências do Hospital de S. Teotónio” se iniciariam no “mês de Junho de 2018”.

Quanto à radioterapia e criação do Centro Oncológico de Viseu o PCP refere que “a resposta não foi elucidativa, pelo que o Grupo Parlamentar do PCP na AR, irá questionar o Ministro da Saúde sobre o assunto”.

O PCP avança ainda que a administração do centro hospitalar reconheceu diversos problemas a nível de pessoal de enfermagem e médico em várias especialidades o que tem gerado nalguns casos esperas de “3 anos por consulta”.

Confrontados com a falta de condições, para receber e albergar utentes, das instalações do Hospital Psiquiátrico de Abraveses, o PCP refere que foi dito ao deputado Miguel Tiago que “apenas estão previstas obras de “cosmética” para o local, pelo que Miguel Tiago se comprometeu a questionar o Ministro da Saúde, sobre esta situação”.

Em Santa Cruz da Trapa, Miguel Tiago e a delegação do PCP, “tinham à sua espera uma pequena multidão, mobilizada pelos promotores do abaixo-assinado, em que se reclama o retomar da realização regular de consultas médicas na Extensão de Saúde local, pertencente à UCSP de S. Pedro do Sul, e que serve, para além da Freguesia de Santa Cruz da Trapa e S. Cristóvão de Lafões, também Manhouce, Valadares, Serrazes e Carvalhais”, avançam os comunistas em comunicado.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.