Vão arrancar os cine concertos da Rede Cultural Viseu Dão Lafões

0
219
(Foto: Cine Clube de Viseu)

Os pianistas Filipe Raposo e Nicholas McNair são os dois primeiros nomes do programa que arranca no próximo dia 13 de abril, em São Pedro do Sul. Até outubro, serão nove cine concertos para ver e ouvir na Rede Cultural Viseu Dão Lafões, com produção do Cine Clube de Viseu, com a promoção a estar por conta da CIM Viseu Dão Lafões.

De abril a outubro, o programa Cine Concertos passa por nove municípios da região, uma programação fora de portas no âmbito da Rede Cultural Viseu Dão Lafões. Um programa de filmes onde os músicos revisitam as memórias, rostos, histórias por detrás das imagens, explorando novos caminhos em filmes antigos, revelou a CIM através de nota à comunicação social.

A 13 de abril, no Convento de São José, em São Pedro do Sul, a primeira sessão dá a ver O Vento de Sjöström, centrando a história na solidão e incomunicabilidade de uma mulher, com a inesquecível presença de Lillian Gish, uma das maiores atrizes e divas do cinema mudo. O filme será musicado ao vivo por Filipe Raposo, em órgão de tubos, perfeito instrumento para lidar com todas as subtilezas afetivas e torrentes emocionais desta obra-prima, acrescenta a nota.

Na segunda sessão, 18 de maio, em Oliveira de Frades, será o pianista Nicholas McNair a acompanhar Mulheres da Beira, uma das obras maiores do cinema português dos anos 1920, de Rino Lupo. O programa completo terá cerca de uma dezena de filmes de todos os géneros à espera da música que fará as delícias de miúdos e graúdos: Navigator de Buster Keaton, O Emigrante de Charlie Chaplin e Os Lobos de Rino Lupo estão entre os filmes a projetar, sempre com acompanhamento musical ao vivo.

A Rede Cultural Viseu Dão Lafões é um projeto de criação artística e de programação cultural em rede, no qual os 14 municípios da Comunidade Intermunicipal uniram esforços com o objetivo de valorizar os recursos patrimoniais da região e de envolver as suas comunidades locais para, em conjunto, contribuir para a afirmação do território e para uma vivência mais plena em comunidade.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.