Viseu | Socialistas falam de ausência de “política de desenvolvimento local-rural” por parte da câmara

0
157

Os vereadores do PS no executivo municipal de Viseu manifestaram a sua estranheza pela “ausência generalizada dos presidentes de junta de freguesia” nas cerimónias municipais “contrariamente ao que é historicamente hábito em Viseu” e falam de ausência de “uma efetiva política proativa de desenvolvimento local-rural”.

Esta posição dos socialistas foi divulgada, à comunicação social, através de comunicado, na sequência da última reunião de câmara. 

“Na verdade, o Executivo Municipal tem delegado competências e financiamento nas freguesias, celebrando múltiplos contratos-programa para realização de pequenas obras”, referem os vereadores da oposição, acrescentando que são “obras que, numa lógica tradicional, visam sobretudo a manutenção e o arranjo de espaços exteriores das aldeias”. 

Para os socilistas “o Executivo Municipal não tem uma efetiva política proativa de desenvolvimento local-rural. Referir o pomposo documento Viseu Rural não basta, porque, no essencial, não saiu dos discursos e do papel”. 

E os socialistas complementam, acrescentando que “as freguesias dos extremos norte e oeste do nosso Concelho continuam inapelavelmente a sua erosão socioeconómica e demográfica. Não há medidas de discriminação positiva para as freguesias de baixa densidade, como o Presidente de Câmara de Viseu tanto apregoa para a dicotomia litoral-interior do País”. 

Os vereadores do PS no executivo municipal referem ainda que “para além de outros sinais e indicadores sobre o período critico que vive o Executivo
Municipal, nas últimas cerimónias municipais, contrariamente ao que é historicamente hábito em Viseu, verificou-se a ausência generalizada dos presidentes de junta de freguesia”.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.